Dez estratégias de memorização

Aprender algo faz parte de um processo que combina um certo esforço, além de dedicação do aluno e para memorizar conteúdos não basta apenas tentar decorá-los. Para ajudar nesse processo separamos dez dicas para auxiliar no a memorização, confira:

menina-estudando-materia

#1. Em sala de aula o aluno deve ser curioso, fazer perguntas, abordar o professor e sair sabendo o conteúdo.

#2. Reler e pesquisar o conteúdo que foi passado na aula naquele dia ajuda na hora da aprendizagem.

#3. Após assistir a aula e ler um livro, deve-se fazer a confirmação do seu conteúdo jogando-o para a memória e, mentalmente, repassa-lo. Submeter o conteúdo às nossas três memórias: a memória visual (que fazemos relação com imagens), a auditiva (ler em voz alta, por exemplo) e sinestésica (contar aquilo com gestos e movimentos) é uma ótima forma de estimular a memória.

#4. Ler e reler são importantes estratégias para a memorização. “A primeira é superficial, apenas ajuda a preparar a memória; já a releitura dá início à fixação do conteúdo.

#5. A concentração é uma função do cérebro que precisa de estímulo. Quanto mais estímulo existir entre aluno e fonte maior o grau de concentração. Sentar-se na primeira fileira da sala, por exemplo, é um bom incentivo à concentração.

#6. O cansaço atrapalha na hora da memorização. “Melhor do que lutar contra o sono, é descansar. O resultado é sempre melhor quando mente e corpo estão descansados.

#7. Dormir bem à noite ajuda a consolidação de tudo o que foi aprendido durante o dia. O ideal seria que o indivíduo dormisse, pelo menos, oito horas por noite.

#8. Durante a leitura, o aluno deve resistir à ideia de marcar o texto. “Primeiro, é melhor explicar para ele mesmo cada trecho do texto sobre o que o texto fala e só após entender o conteúdo, fazer anotações.

#9. Resumos e fichamentos são poderosos argumentos para a memória. O ideal é o aluno prestar atenção, fazer a confirmação e, depois de explicar o conteúdo para si mesmo,

#10. O aluno deve abusar de simulados. Testes ajudam a criar memória de longa duração. “Quando o aluno faz e refaz exercícios, cria memória de longo prazo. Isso inibe a insegurança na hora de uma prova

Fonte: Uol Educação

Advertisements

Sobre Aluno CEMP Online

Centro Educacional Manuel Pereira: nossa filosofia permeia a prática pedagógica, contemplando valores voltados à ascensão do aluno como ser humano completo.
Esta entrada foi publicada em Português com as etiquetas , , , , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s